top of page
  • Foto do escritorMarta Jardi

Salvador-BA: O que fazer em Salvador: passeios clássicos

Atualizado: 19 de abr. de 2023

Não teria como falar sobre o que fazer em Salvador sem citar alguns passeios clássicos obrigatórios para quem visita a cidade. Ainda mais se for a sua primeira vez na capital baiana


Elevador Lacerda

Um dos cartões-postais de Salvador, o mais famoso meio de ligação entre a Cidade Baixa e o Pelourinho, é o elevador urbano mais antigo do mundo.

O Elevador Lacerda, que foi o primeiro elevador urbano do mundo, inaugurado em 1873, na época era o mais alto do mundo.


Durante o trajeto de 20 segundos não há vista para contemplar, mas lá do alto (a 73 metros de altura) vê-se a Baía de Todos os Santos. Usá-lo custa apenas R$ 0,15 (6h/23h).


Aprecie a vista deslumbrante da Baía de Todos os Santos. Difícil vai ser deixar essa vista para trás. Mas o passeio tem que continuar!





Outro lugar bem popular na cidade alta e que fica bem pertinho do Elevador Lacerda em Salvador é a região do Pelourinho.


Esta é uma localidade super famosa, porque, além de linda, ela concentra muitos pontos turísticos, museus, restaurantes e muito mais. Lá você encontrará agito, lugares históricos, turísticos e um pouquinho de tudo. Ou seja, não tem como não se apaixonar!


Pelourinho ou famoso Pelô


O Pelô é um lugar vibrante, todo colorido, com muitos atrativos, muitos mesmo: lojas de artesanato, restaurantes, galerias, igrejas e espaços culturais. Já adianto que é impossível conhecer tudo em uma única visita. Um programa para ser o dia todo.


A visita pode começar pelo Pelourinho, no Largo do Terreiro de Jesus, o local onde os escravos eram castigados. Uma grande quantidade de igrejas aparecerá no tour e a primeira delas é a Catedral da Sé com um teto altíssimo e muitos altares com imagens barrocas.





No outro extremo do Terreiro de Jesus, caminhando pelo Largo do Cruzeiro, chega-se a belíssima Igreja e Convento de São Francisco, uma joia barroca, ela é toda revestida em ouro, erguida em 1723 com dinheiro português, ouro brasileiro e doações de fiéis.


Infelizmente no dia do nosso city tour estava fechada para manutenção e limpeza. Mas conseguimos tirar umas fotos do lado de fora rsrsrsrsrs


A quantidade de ouro deixa qualquer pessoa de queixo caído, não há um só lugar ali em que não reluza o dourado. E o detalhamento das imagens só reforçam o encantamento. O teto, rico em formas geométricas, tem pinturas que homenageiam a Imaculada Conceição em um jogo de contraste e profundidade.

No claustro, 55 mil azulejos portugueses (essa área está sendo restaurada, com previsão de conclusão em fevereiro de 2022) contam a história de São Francisco de Assis.

A visita não é guiada, mas na entrada tem muitos guias independentes – se optar por eles, negocie direitinho o preço antes de entrar na igreja.

A riqueza de detalhes e a quantidade de ouro da Igreja e Convento de São Francisco impressionam qualquer visitante do centro histórico de Salvador




O templo divide o mesmo pátio com a Igreja da Ordem Terceira de São Francisco (71/3321-6968), bem menos luxuosa que a vizinha, mas com uma bonita fachada esculpida em pedra, inspirada na Universidade de Salamanca, na Espanha. Construída por militares e endinheirados em 1703, tem pátio interior revestido por azulejos portugueses e um museu com arte sacra, vestimentas religiosas e um trono usado por Dom Pedro I e Dom Pedro II. 

A visita à igreja custa R$ 5 e pode ser feita de segunda a sábado, das 9h às 17h. E aos domingos, das 10h às 15h.



A recomendação principal no Pelô é: ande, observe, registre, tudo da sua maneira. Surpreenda-se!

Mas saiba de algumas dicas básicas para visitar a região: nada de adereços nos pulsos e garganta e muito cuidado com bolsas, carteiras e equipamentos eletrônicos. Vale tomar os cuidados que você tomaria em qualquer outra metrópole brasileira. Fora do roteiro turístico, as ruas adjacentes podem ser perigosas.


Basicamente, o Pelourinho tem três ruas paralelas principais que são autênticas ladeiras. Três pequenas ruas as cortam. A grosso modo, na primeira se concentram lojas de artesanato popular e nas outras duas, museus e restaurantes.




Passeando pelo Largo Terreiro de Jesus conhecemos um restaurante que nos impressionou e que recomendamos a quem visita o Pelourinho é o Casarão 17, que tem cozinha contemporânea com ingredientes baianos.



O Casarão 17 é uma galeria muito charmosa que propõe aos visitantes experimentarem momentos únicos, alinhando Gastronomia, Moda, Arte e Música em um só lugar.



Pedimos uma Moqueca de Camarão! Uma delícia, a melhor moqueca que já comemos na vida!!!




Mercado Modelo

O Mercado Modelo merece a visita por ser um dos ícones da Cidade Baixa e da capital. Construído em 1912, ganhou os contornos atuais na reforma de 1984, após vários incêndios.


Nele, você encontra roupas, artesanatos, lembrancinhas e doces – as cocadinhas são ótimas para comer e levar de presente!



Com preços mais em conta do que nas lojinhas do Pelourinho, ainda assim tem boxes que vendem roupas e artesanatos a preços mais altos, mas pechinche!



Mais de um século de tradição, mais de 5 gerações de comerciantes no mais tradicional mercado de artesanato e cultura do Brasil.

São 111 anos de história, e estão em obras de requalificação (2023)


Mercado Modelo

Valor de entrada: Gratuito

Horário de funcionamento: Segunda a sábado das 9h às 18h / Domingo das 9h às 14h

Endereço: Praça Visconde de Cayru, 250 – Comércio

Contato: (71) 3242-5860

Site: https://www.mercadomodelosalvador.com/



Vista debaixo do Elevador Lacerda


Visitar as Igrejas de Salvador

Dizem que em Salvador tem 365 igrejas, uma para cada dia do ano. Como não dá para visitar todas kkkkk destaco aqui uma delas, que vale uma visita.


Igreja do Senhor do Bonfim

A Igreja do Bonfim é a mais famosa da Bahia, ela atrai muitos fiéis e turistas. Construída no século XVIII, É uma das mais tradicionais igrejas católicas da cidade, dedicada ao Senhor do Bonfim, padroeiro dos baianos e símbolo do sincretismo religioso da Bahia.


O seu interior em estilo neoclássico e fachada em rococó. Estilo artístico marcado pelo uso de linhas leves, sutis e delicadas.


"A construção da Igreja do Bonfim iniciou-se logo depois que Theodósio Rodrigues de Faria, capitão de mar e guerra da Marinha portuguesa prometeu que, caso sobrevivesse, Durante uma tempestade marítima, faria um esforço e traria, pessoalmente, uma imagem do Senhor do Bonfim e da Nossa Senhora da Guia para o Brasil." E em 18 de abril de 1745. cumpriu o que prometera"

"Em 1754, as obras internas da Igreja do Bonfim ficaram prontas. No dia 24 de junho daquele ano, aproveitando os festejos juninos, a imagem do Senhor do Bonfim foi transferida, em uma procissão, da Capela da Penha para a Colina do Bonfim. As obras da igreja encerraram-se em 1772, quando as torres da Igreja do Bonfim foram finalizadas."

A Igreja do Bonfim de Salvador chama a atenção por suas dimensões e pela posição de destaque na elevação onde foi instalada. 




O que chama mesmo a atenção são as fitinhas do Senhor Bonfim, coloridas, amarradas nos portões que cercam a igreja. Você sabia que as icônicas fitinhas coloridas do Senhor do Bonfim, antigamente, eram chamadas de “medidas”? Isso porque tinham exatamente 47 centímetros, a medida do braço direito da estátua do Senhor do Bonfim! 

A tradição das fitinhas do Senhor do Bonfim foram idealizadas por Manoel Antônio da Silva Servo em 1809. À época ele era o tesoureiro e implementou este costume com o objetivo de aumentar a arrecadação de dinheiro para a devoção ao Senhor do Bonfim.


"A fita é um amuleto muito conhecido dessa devoção e, de acordo com a tradição, deve ser colocada no pulso de uma pessoa. Cada fita deve conter nós, que simbolizam um pedido feito silenciosamente ao Senhor. Em geral, cada fita amarrada no pulso contém três nós. Acredita-se que os pedidos serão atendidos quando a fita se romper."



Quem nos levou a um passeio foi a Luck receptivo Salvador, passamos por pontos turísticos principais. Desde 1960, a Luck receptivo oferece passeios com uma estrutura completa e guias experientes.

Fizemos um city tour passando por pontos turísticos principais. uma experiência segura e inesquecível.



Agradecemos à Luck Receptivo pelo nosso city tour por Salvador


Luck Receptivo

Contato, preços e informações: (84) 99986-5833




No dia seguinte, fomos caminhar de Ondina até a Barra.


O Portobello Ondina Praia (lugar onde nos hospedamos, click aqui para conhecer essa dica de hotel em Salvador), proporciona aos seus hóspedes rápido acesso às melhores opções de lazer e aos principais pontos turísticos da cidade. Do hotel, é possível ir caminhando de Ondina até a Barra através do calçadão. Foi o que fizemos e foi muito tranquilo. Uma caminhada tranquila e gostosa, pois o caminho é bem bonito.




No caminho, encontramos uma aeronave em exposição, ali mesmo na rua, 😱 o F-103 (Mirage III), que chegou ao Brasil em outubro de 1972, que foi operado por um grupo de Defesa Aérea na Base Aérea de Anápolis-GO.


Linda demais e imponente a aeronave que tiramos muuiitaass fotos rsrsrsrsrsrsrsrs


Essa aeronave tinha característica de grande velocidade, tendo sido a primeira aeronave de caça supersônica da Força Aérea Brasileira. Foi também utilizada na defesa do Planalto Central, por meio de missões de interceptação na proteção da capital federal.


O F-103 foi retirado de operação em 31 de dezembro de 2005, após ter cumprido mais de 67 mil horas de voo em defesa da soberania do espaço aéreo brasileiro.


Seguindo pela orla logo você estará na Barra, onde ficam cartões postais como o Morro do Cristo, o Farol da Barra, próximo à praia e ao moderno Shopping Barra, um dos maiores centros de compras e de lazer da cidade e de todos os serviços que tornam completa a permanência do hóspede em Salvador. Nós que gostamos de caminhar e fomos tranquilamente.



Outro lugar que vimos no caminho antes do Morro do Cristo, foram as Piscinas Naturais. Visto de cima, que lugar lindoooo!


A praia do Cristo fica localizada entre a praia da Barra e a praia de Ondina. É assim conhecida por ter uma estátua do Cristo posicionada no alto de um pequeno morro. Ela não é muito frequentada, sendo bastante tranquila. Possui muitas pedras e piscinas naturais, com a areia da praia fina, de extensão pequena.