• Anderson Silva

Ponta Grossa-PR: Passeio Parque Vila Velha

O Parque Estadual de Vila Velha está localizado há cerca de 20 km de Ponta Grossa, tombado pelo Patrimônio Histórico e Artístico Estadual, é uma opção de lazer e diversão para quem deseja contemplar a natureza, aproveitar atrações de lazer e aventura e conhecer as três principais atrações: os Arenitos, as Furnas e a Lagoa Dourada.


Começamos pelos Arenitos. Um ônibus do complexo turístico leva o guia e os turistas do Centro de Visitantes até o início da trilha, o passeio é autoguiado, então você pode ir bem devagar, sem pressa, tirar muitas fotos, descansar, enfim aproveitar bem. O percurso de meia trilha e a trilha completa são exatamente iguais em seu início.



Há duas trilhas calçadas entre as pedras (trilha dos Arenitos e trilha do Bosque). Juntas elas formam um circuito ao redor das formações totalizando 2,5 km de caminhada. Fizemos apenas a trilha dos Arenitos.




São dezenas de arenitos com tamanho médio de 20 metros até 30 metros.

O visitante percorre uma trilha por entre dezenas de esculturas gigantes que sugerem imagens de animais, objetos e figuras humanas… a imaginação é o limite!




Os Arenitos possuem diferentes formas que nos fazem viajar na criatividade, apresentando formas variadas, as mais famosas são: o navio, o camelo, o índio, a garrafa, a bota e a taça, esta última é inclusive considerada como uns dos símbolos da cidade de Ponta Grossa e do estado do Paraná.

Fundado em 1953 e tombado pelo estado em 1966 como Patrimônio Histórico e Artístico Estadual, o Parque Estadual de Vila Velha com quase quatro mil hectares, conserva fragmentos da mata de Araucária e vegetação de Campos Nativos.

O parque tem como objetivo principal proteger e preservar as formações areníticas e a flora e fauna dos campos nativos da região.

Muitas espécies ameaçadas de extinção já foram vistas no Parque, como o lobo-guará, o bugio-ruivo, o tamanduá-bandeira e a jaguatirica.


Visitar o Parque Estadual de Vila Velha é conhecer o fundo do mar. Isso mesmo, você não ouviu errado!

Segundo os estudiosos, Vila Velha está localizada em local que já foi o fundo do mar há cerca de 340 milhões de anos,

Naquela época a atual América do Sul era ligada a outros continentes como África, Antártida, Oceania e Asia! Imagina só seria muito mais fácil viajar né!? Brincadeiras à parte, o fato é que os continentes se dividiram e o mar que existia no local foi drenado. O que sobrou na região foi o material arenoso do seu fundo, que com a ação do oxido de ferro, acabou sendo “cimentado”.

Milhões de anos se passaram e fundo do antigo mar, sofreu a ação da erosão causada pelos ventos, pelas chuvas, pela radiação solar e por outros fatores.

O resultado foi a formação de “esculturas” gigantes que atualmente são os principais atrativos do Parque Estadual de Vila Velha.



O passeio de meia trilha nos Arenitos tem duração de 45 minutos, é um percurso de 1.100m, terminando na famosa taça. Está classificado como grau de dificuldade leve.




Quem optou por meia trilha, na Taça pega o ônibus do parque que os leva de volta ao Centro de Visitantes e os demais seguem com o guia no trecho que passa pela área da mata.



Os ônibus saem de meia em meia hora levando os turistas até o início dos arenitos, então não precisa correr que dá para fazer o passeio tranquilo.


Outro lugar para visitar dentro do Parque Vila Velha é a Lagoa Dourada e as Furnas.

É preciso pegar novamente o ônibus no receptivo para chegar até as atrações.



Depois de cerca de 5 km, o ônibus leva os visitantes até mais uma pequena trilha (de 400 metros) para conhecer a Lagoa Dourada.

Um verdadeiro aquário natural, cheio de vida, habitat para centenas de peixes de diferentes espécies e refúgio para muitas aves.

Além de um importante criadouro, o nome foi batizado porque seu espelho d’água reflete diferentes tons do azul do céu, o verde de suas margens, e do dourado do sol, oferecendo um espetáculo diferenciado da natureza.

O fato é que esse fenômeno só acontece no fim da tarde, quando o sol se posiciona de forma que as águas passam a parecer ouro líquido, mas como as visitas acontecem bem antes disso, somos impedidos de ver essa maravilha.

Apesar de distante das duas Furnas mais profundas do parque, a Lagoa Dourada é considerada uma Furna assoreada e está integrada às demais pelas águas subterrâneas. Mas, por ser menos profunda e com grande abertura, suas águas cristalinas formam uma grande lagoa, onde pode-se observar os peixes e até mesmo a sombra deles no fundo do lago.



A Lagoa Dourada possui 200m de diâmetro e no máximo 3m de profundidade, sua beleza é completada pela mata ciliar. Esta furna não é tão profunda como as demais e segundo dizem os estudiosos, está em “estado terminal”.

A informação que nos passaram e ficamos de boca aberta é que a Lagoa Dourada é uma furna em estágio final. Há 12 milhões de anos ela já foi como uma cratera gigante que vamos ver logo a seguir, nas próximas furnas. Nesse curto espaço de tempo ela foi se sedimentando, se desmanchando até chegar ao que é hoje, uma belíssima lagoa.


Após a visita da lagoa, o ônibus nos leva a outra trilha que dá acesso as outras furnas.


O termo furna pode ser definido como caverna, cova ou lapa, ou seja, uma área onde houve um desabamento. São chamadas tecnicamente de poços de desabamento que são feições cilíndricas com profundas paredes verticais formadas a partir da queda do teto do arenito. A formação desses poços se dá pela infiltração da água pelas fraturas do arenito, que é caracterizado pela presença de minerais solúveis, o que forma uma cavidade que vai aumentando até o ponto que ocorre o desabamento.


São ao todo três furnas. As furnas são enormes poços chamadas de “Caldeirões do inferno”.

Em Vila Velha existem 6 furnas, sendo que apenas 3 são abertas a visitação do público. Estas 3 furnas visitáveis são interligadas entre si através de um lençol freático que circula em seus interiores.


A Furna “1” tem 111 metros de profundidade, com aproximadamente 80 metros de diâmetro. Destes mais de 100 metros, mais de 50 ficam em baixo da água. Nessa furna destaca-se um elevador que descia 54 metros até o espelho d’água, de forma que os visitantes podiam caminhar sobre uma pequena plataforma, e contemplar essa maravilha da natureza bem de perto.




Infelizmente, por questões de segurança, não está em funcionamento desde 2001 e temos que nos contentar em ver parte do lago do alto, nos desviando da vegetação.




Já a segunda furna está a uma pequena caminhada da primeira. As crateras são bastante semelhantes em sua formação, mas esta é ainda maior e tem um formato mais oval, possui 150 metros de diâmetro e 110 metros de profundidade.


Foi nessa furna que o Anderson fez a tirolesa voando por cima da abertura, que leva de uma extremidade a outra dessa grande cratera, numa extensão de 200 metros.

Com inclinação moderada, a Tirolesa atinge uma velocidade média de 50 km/h e oferece total segurança aos visitantes. Você embarca em uma cadeirinha muito mais confortável que as convencionais para que a experiência seja agradável e acessível para todas as idades. Uma tirolesa contemplativa sobrevoando uma das cavernas verticais mais profundas do Estado.

Nas furnas vivem peixes considerados endêmicas, o que significa que só existe aqui e em nenhum outro lugar do mundo. Trata-se na realidade de espécies que sofreram mutações para adaptarem-se as condições de vida nas furnas.


Outra atividade bem ao lado da Tirolesa é o Arvorismo. Todo visitante será equipado com uma cadeirinha de segurança e talabarte duplo antes de acessar a Torre Central. O circuito de Arvorismo conta com um Sistema de Segurança Contínua. Então relaxe e aproveite a aventura.


Com 120 metros de extensão, o circuito de Arvorismo conduz o visitante por meio das copas de árvores, proporcionando um contato único com a natureza.

Instalado num bosque com Araucárias, com até oito metros de altura, o circuito é composto por 10 atividades diferentes, entre escadas, pontes pênsil, cordas e outros obstáculos.




São, em média, 30 minutos de muita adrenalina e contato direto com a natureza.


São 2 passeios separados. Arenitos e as Furnas, Portanto para fazer toda a visita é aconselhável chegar de manhã, pois o Parque Estadual de Vila Velha possui limite diário de visitantes (800 pessoas) e para Furnas e Lagoa Dourada possui lotação de visita para cada horário. Tem várias atividades, então chegando cedo, você aproveita muito mais o que cada atração tem a oferecer.

Se estiver planejando uma viagem para Gramado-RS como foi nosso caso, aconselhamos a acrescentar alguns dias no roteiro para conhecer Ponta Grossa-PR e conhecer o Parque Estadual de Vila Velha. Uma experiência única e que ficará para sempre na memória.

Precisa de hospedagem em Ponta Grossa-PR? Vamos te dar 2 dicas especiais de hospedagens na cidade, clique aqui e conheça


IMPORTANTE | Grupos de 15 ou mais pessoas devem sempre agendar a visita com 10 dias de antecedência pelo e-mail: pevilavelha@iap.pr.gov.br.

Local: Rodovia BR 376 – KM 515 | Ponta Grossa – PR (uma hora de Curitiba)

Tel.: (42) 3228-1138 e 3228-1539 (horário de atendimento durante a semana, das 13h30 às 17h30)

Visitação: quarta a segunda, 8h30 às 17h30, mas — atenção — a entrada só é permitida até às 15h30. Nos finais de semana os horários dos ônibus às Furnas e Lagoa Dourada são 9h30, 11h, 13h30, 15h30. O parque fecha às terças-feiras. FIQUE DE OLHO! Se for visitar durante a semana ligue ANTES para saber sobre o guia, se tem muita gente, quanto vai custar, essas coisas!

Entrada: Os valores são:


Os ingressos dão direito a passar o dia inteiro passeando em nosso parque, aproveitando nossa natureza e conhecendo os Arenitos, Furnas e Lagoa Dourada, incluindo traslado interno entre um ponto e outro.


Morador de Ponta Grossa = R$ 38,00 (mediante apresentação de Título de Eleitor ou comprovante de residência);

Promoção Você no Parque Vila Velha = R$ 49,00 (nesta promoção, o valor da meia-entrada, além de respeitar a legislação vigente no Paraná, é estendido para todos os visitantes de nacionalidade brasileira);

Inteira e Estrangeiros = R$ 98,00 (valor da inteira).


Arvorismo: R$ 42,00

Tirolesa: 64,00


Entre no site https://parquevilavelha.com.br/ e confira todos os valores e promoções.





2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo